Depoimentos

Do Workshop “Promoção de Competências Pessoais e Sociais em Crianças e Jovens” – Coimbra

É muito bom o facto de facultarem os materiais permitindo-nos dar uma utilização mais consistente aos conteúdos pensados durante o workshop.

Felicito o “Quero-te Muito” por esta iniciativa porque este workshop foi plenamente de encontro às minhas necessidades! Hoje sim, aprendi a elaborar um programa de competências pessoais e sociais em crianças e jovens. Obrigada Quero-te Muito.

Acção muito bem estruturada e com conteúdos muito práticos e muito úteis.

O aspecto mais positivo foi a boa dinamização e a opção pela prática e trabalho de grupo, porque a troca de experiências também é um factor muito importante para o conhecimento e aprendizagem.

Do Congresso “Bullying” – Sintra

A iniciativa é louvável, penso que o Quero-te Muito deverá, organizar mais este tipo de eventos e dar-se a conhecer ao mundo. É uma associação de paixões e há muitos apaixonados por aí que gostarão de estar convosco. Parabéns pela Iniciativa!

Desejo os meus maiores parabéns à Associação Quero-te Muito, por esta iniciativa tão eficaz e
Importante, assim como necessária nos dias de hoje. Congratulo esta equipa e deixo aqui o meu apelo para que continuem estas imprescindíveis iniciativas. Queremos e precisamos que continuem o vosso trabalho;

Em termos de organização foi tudo muito bem conseguido. Muitos Parabéns! As intervenções foram interessantes e muito pertinentes;

Foi muito interessante o congresso e um sábado bem passado. De qualquer modo preferia em dia de semana. Penso que tocaram todas as vertentes das intervenções e conhecemos todos os intervenientes. Parabéns;

Os aspectos mais bem conseguidos foram terem abordado os diversos aspectos e problemas inerentes ao Bullying. As sugestões são mais formação desta temática, envolvendo professores, auxiliares de acção educativa e pais;

Uma boa escolha de problemática. Era excelente que pudessem fazer chegar ao meu agrupamento as intervenções feitas, quer orais quer Powerpoint, pois a partilha abre novas ideias para melhoramentos de projectos já existentes. Obrigada e continuem. Parabéns;

Apresentações ajustadas e variadas tendo dado uma boa perspectiva e diversa sobre o assunto. A organização está de parabéns!

Das formações das Auxiliares de Acção Educativa:

Aprendi que é importante a compreensão a tolerância e o respeito pelos outros mas principalmente o respeito por nós próprios.

A divulgação e debate acerca destes temas vai optimizar e fazer com que as relações quer pessoais/profissionais sejam melhoradas, e melhor compreendidas pela população.

Gostei muito da formação assim como da formadora, pena é que acções destas sejam poucas. “ Se podes olhar, vê; se podes ver, repara”.

Foram abordados aspectos muito importantes e de enriquecimento pessoal e profissional como: a auto-estima ou seja o amor a nós próprios, a gestão de conflitos e o trabalho em equipa, o respeito pelas diferentes opiniões. Gostei muito. Devo salientar o convívio com os colegas que foi excelente.

Das Instituições:

Apesar do nosso encontro se ter dado por motivos profissionais o meu relacionamento com a Cristina sempre foi muito informal. Foi um pouco como o encontro de duas partes de uma laranja.
O que nós – Agrupamento de Escolas precisávamos a Cristina – Quero-te Muito! tinha. E, mais importante do que ter, estava generosamente disposta a partilhar, a DAR.
E assim, metemos mãos à obra e construímos dois projectos, totalmente diferentes mas ambos muito importantes e necessários no quotidiano escolar.

As sessões de esclarecimento sobre o bulliyng, direccionadas para alunos foram realizadas com todas as turmas da escola entre o 5º e o 9º ano num total de 35 turmas.

As acções de formação para Auxiliares de acção educativa foram realizadas em dois dias completos, no período de interrupção das actividades lectivas para 40 funcionários de acção educativa de todo o Agrupamento.

Estas acções implicaram um dispêndio de tempo e energia consideráveis pela parte da Cristina que se mostrou inexcedível a todos os níveis. Desde a documentação de apoio e o cuidado posto no seu material, às apresentações dinâmicas, divertidas e com um cariz humano comovente, a todos com quem lidou nesta escola a Cristina prendeu a atenção e cativou.
Estas acções “mexeram” com hábitos e práticas que, não sendo passíveis de mudança do dia para a noite foram chamadas à atenção, postas em causa e alvo de reflexão tendo deixado marcas”.

Drª Mª José Barros

Gostei muito desta iniciativa, estes workshops estão muito bem elaborados e nos dias que correm abordam temas muito importantes para o futuro das nossas crianças e jovens. Sou tia de uma criança de um ano e meio e trabalho diariamente com crianças dos 6 aos 10 anos e aprendi muito com as temáticas abordadas nos workshops. Pensamos sempre que sabemos lidar com tudo o que é referente às crianças, mas após ter frequentado esta iniciativa aprendi muito mais…aprendi a perceber melhor as necessidades das crianças, a compreende-las e tolerar mais certas atitudes que tendem a ter, devido às faixas etárias pelas quais estão a passar.

Estas actividades são muito importantes pois permitem-nos perceber o que se passa na realidade com as nossas crianças, às vezes o que pensamos ser uma má disposição ou uma simples birra pode ser um problema muito sério ao qual nenhum de nós dá importância alguma; ajudam-nos a auxiliar o crescimento e a educação das mesmas, pois nem sempre o que achamos certo é o mais correcto. Acima de tudo ajudam-nos a entender melhor as crianças…seres esses que normalmente nunca são entendidos na sua totalidade.

Achei os workshop muito dinâmicos, muito divertidos, nada cansativos nem chatos..Na minha opinião era importante que este tipo de actividades se estendesse a outras escolas pois seria um bem mais valioso para as escolas do nosso país talvez evitasse a criminalidade, a descriminação, o próprio bullying que parece que agora pegou moda… As pessoas que lidam diariamente com este tipo de situações já saberiam como intervir e acima de tudo saberiam ver se a criança se sentia ameaçada ou não evitando talvez um suicídio.”

Márcia Gouveia

Gostei muito de assistir e participar nos workshops da Drª Cristina Fonseca, porque é um projecto muito bem estruturado e todo o material para explicar os temas é elaborado com todo o cuidado e muito pormenor. A Drª Cristina Fonseca, é um boa formadora, divertida, dinâmica, explica os temas de uma forma bastante clara e de modo a que não leve á monotonia.

Acho importante este tipo de iniciativas, porque dá para trocarmos experiências, partilharmos ideias e o convívio entre os pais e outros familiares das crianças da comunidade. Força com este projecto, que “tem pernas para andar”, e pense com carinho na continuação do mesmo na nossa escola no próximo ano lectivo!”

Inês Paiva

Sou mãe de um ‘puto’ de seis anos, engraçado e bem disposto que por um acaso é filho e neto único, muito mimo e muita condescendência para o que está menos bem.
Resultado, um menino que se comporta menos bem numa sala de aula ou noutro local aonde se tenha regras a cumprir, porque (e nossa culpa ) é dono de uma desmedida exuberância.

Não é portanto uma criança fácil de lidar e é aqui que entram os workshops da Drª. Cristina Fonseca, que em muito me serviram para ver o modo ‘errado’ como tenho educado o meu filhote.Hoje sei que fui demasiado permissiva e ele aprendeu a manipular-me para atingir os seus objectivos, é incrível como uma pai ou uma mãe na tentativa de muito darem aos seus filhos cometem erros sucessivos, que com o tempo culminam numa criança que faz quase o que quer.

Mas como NUNCA É TARDE, estou agora a tentar emendar os erros de um passado recente.

Face ao exposto para mim tem sido muito importante o estar nestes encontros, em que cada temática é abordada com um cuidado extremo, numa linguagem simples e directa ao alcance de todos, com uma forte dinâmica, o que permite ao grupo não só estar atento mas também participar, trocando ideias e experiências. Penso que seria de grande interesse que acções como estas percorressem as nossas escolas para que outros os pais e educadores pudessem melhor compreender as atitudes e modos de agir/ estar das suas crianças e também conhecer a realidade da escola e sua comunidade…”

Carla Roque

Sou uma mãe de uma linda menina chamada Inês, que foi planeada e muito desejada pelos papas. É filha única mimada, mas com todas as crianças também erra. Qual é a pessoa que não faz asneiras? Claro que sendo eu humana também erro é por isso que me inscrevi nestes Workshops, porque acho que os temas que foram abordados, são importantes, para nós pessoalmente e vida que levamos não é fácil.

Gostei bastante dos Workshops, daqueles que assisti, participei activamente e não fosse a sala a estar cheia é um sinal que funciona e são muito interessantes e úteis.

Quanto à “nossa” Cristina é uma óptima formadora, divertida e muito exigente com os participantes, não fosse ela pedir para fazermos coisa que não estavam à espera como vestir de “sacos plásticos”, fazermos passar-nos por outra “pessoa”, etc. Os Workshops têm uma grande dinâmica e não são nada monótonos, são adequados para a actividade escolar e familiar.

Carla Rocha

Sou uma mãe tardia (não por opção, mas porque assim aconteceu) duma menina linda de 9 anos.

Sou de um tempo, não tão longínquo assim, em que as mães educavam, incutiam valores e sobretudo amavam e conheciam os seus filhos.

Logo que fui sabedora dos workshops inscrevi-me. O meu marido também tem participado e estamos ambos a gostar muito, pela partilha de conhecimentos, dúvidas, brincadeiras, etc, entre participantes.
A Drª Cristina é muito empreendedora e tem feito um trabalho notável neste e noutros campos.

Gostaria muito de saber, num futuro muito próximo, não só que este projecto continua, como que o número de participantes aumentou significativamente.

Constança Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.